CRÍTICA – SHAZAM!

E aí povo nerd,
Parece que agora finalmente a Warner começou a acertar com os filmes de super heróis da DC Comics, depois do excelente Aquaman, no final do ano passado, temos o filme do Shazam, que foi mostra que dê uma forma simples, pode se fazer um grande filme.

Vou começar dizendo que não sou o maior fã do personagem, nem que curto ele desde criança, mas gosto dele, de sua mitologia, do fato dele ser apenas um garoto no corpo de um adulto super poderoso, da origem de seus poderes e etc, posso dizer que esse filme me fez gostar ainda mais dele. Li bem pouco coisas do personagem, mas tenho conhecimento de toda sua história, minha única referência de Shazam antes desse filme, era a série dos anos 70, que assisti as reprises quando era apenas um garotinho. Então vamos ao filme…

De cara preciso destacar o tom do filme, é bem leve, tem uma pegada muito forte de humor, Zachary Levi está ótimo como Shazam, ele é engraçado, faz umas caras ótimas, as vezes eu não conseguia vê-lo como super herói, mas é totalmente explicável, pois ele está interpretando um garoto de 14 anos, eu não imaginava que ele ficaria tão bem no papel, sem contar que o ator é extremamente simpático, basta ver entrevistas e aparições dele por aí. Eu também adorei o Freddy, que personagem legal, o moleque é divertido, tem umas tiradas ótimas e o ator Jack Dylan Grazer é muito bom, adorei a dinâmica dele com Levi. A hora dos testes dos poderes é fantástica. Outra coisa que adorei no filme, foi o vilão, Mark Strong fez um Dr. Sivana perfeito, com certeza um dos melhores vilões dos filmes de super heróis atuais, ele tem a motivação, tem os poderes e sabe usar, muito bom. E outro destaque ao Dr. Sivana, quando ele aparece é totalmente oposto ao Shazam, entra um clima mais denso, até um pouco mais violento, mas nada gráfico, que tire o o tom leve do filme.

O visual do filme está muito legal, tem cores, é iluminado, se passa quase todo de dia. O uniforme do Shazam parece sim exagerado, mas acho que para esse tipo de filme, foi perfeito, tira do personagem aquele lance mais realista e achei bem fiel aos quadrinhos, particularmente, eu gostei. Os efeitos especiais estão bem feitos, adorei tudo, a transformação de Billy para Shazam, os Sete Pecados Capitais estão bem legais também. E claro como muitos filmes fazem hoje, Shazam tem muitas referências a cultura pop, desde Rocky, por se passaram na Filadélfia, ao clássico da Sessão da Tarde Quero Ser Grande, passando por games como Mortal Kombat e Street Fighter e obviamente ao universo DC. A trilha sonora também está bem legal, tem Queen e Ramones, além de uma trilha original bem legal e empolgante.

Eu acredito que Shazam vem na onda de Deadpool e Guardiões da Galáxia, como personagem não tão conhecido pelo grande público e acaba sendo mais fácil de ser trabalhado e mais fácil de ser aceito. O filme me deixou muito feliz e esperançoso pelo futuro da DC no cinema, se será universo compartilhado, se serão filmes isolados, eu não sei, quero apenas filmes bons como este. Pra finalizar, Shazam traz algumas surpresas, que obviamente não vou falar aqui, porque foi uma experiência foda pra mim e não quero estragar pra ninguém.

Rodrigo Canuto

Nerd old school, fã de Star Wars "Do or do not. There is no try!"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *